1 de agosto de 2013

Andei Lendo #27 A Cor Púrpura

Título: A Cor Púrpura

Autor(a): Alice Walker

Editora: Marco Zero, 6º Edição 315 paginas.

Sinopse: O livro narra a comovente trajetória de uma mulher negra na racista América do início do século passado. A Cor Púrpura é um romance feminista sobre a força e dignidade do espírito humano. Aline Walker foi vencedora do Prêmio Pulitzer em 1983.
A comovente história da adolescente negra começa em uma pequena cidade na Geórgia (EUA) em 1909. Celie, uma jovem com apenas 14 anos é violentada pelo pai e se torna mãe de duas crianças. Além de perder a capacidade de engravidar, Celie imediatamente é separada dos filhos e da única pessoa no mundo que a ama, sua irmã. Ela é doada por seu pai a "Sinhô", que a trata mais como escrava do que como esposa. Grande parte da brutalidade com que Sinhô a trata provêm por alimentar uma forte paixão por Docí Avery, uma sensual cantora de blues, que foi sua amante e tem grande influência na vida de Celie. Celie fica muito solitária e compartilha sua tristeza em cartas (a única forma de manter a sanidade em um mundo onde poucos a ouvem), primeiramente com Deus e depois com a irmã Nettie, que se tornou missionária na África. Conforme a trama se desenvolve, Celie revela seu espírito brilhante, ganhando consciência do seu valor e das possibilidades que o mundo lhe oferece.

O livro é narrado em primeira pessoa e tem uma linguagem bastante peculiar de uma “quase analfabeta”.



#Resenha

Esse livro é um encanto. Celie é uma jovem que foi abusada pelo próprio pai e entregue para se casar com “Sinhô” já que sua irmã mais jovem era mais inteligente e tinha possibilidades de um futuro melhor. O livro é composto por cartas que Celie escreve para Deus, contando coisas sobre sua vida e as pessoas que estão ao seu redor. É uma história muito linda e triste. Celie é uma personagem apaixonante, sofri e sorri com ela muitas vezes. Vale muito a pena ler esse livro e também assistir o filme dirigido por Steven Spielberg, nunca vi nada mais fiel na minha vida! Enquanto assistia, fiquei surpresa com as falas que são exatamente as do livro! Foi uma das melhores adaptações que já vi!

• Classificação: Muito Bom!

2 comentários:

  1. Oi,

    Já ouvi falar muito desse livro, pelo nome só, mas nunca me aprofundei sobre do que realmente se tratava. Nossa que história triste! mas, ao mesmo tempo é uma história de ' se descobrir' pelo que você falou... não sei se faz meu gênero de leitura, mas obrigada pela dica, Mah ;)

    P.s; que capa linda é essa de Razão e Sensibilidade na aba lateral *---*

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Day,

      Esse livro é muito lindo e muito triste também. Mas vale muito a pena ler, ou pelo menos assistir o filme, que é ótimo!

      É linda não é? Eu coleciono essa edição,é da Martin Claret, da uma olhada nos outros títulos depois, são todos muito lindos!

      Beijo!

      Excluir

Obrigada por comentar, volte sempre! *-*