23 de maio de 2013

Andei Lendo #21 A Fera

Título: A Fera

Autor(a): Alex Flinn

Editora: Editora Galera, 1º Edição 320 páginas.

Sinopse: Eu sou uma fera. Uma fera. Não exatamente um lobo, ou um urso, um gorila ou um cão, mas uma terrível criatura que anda em duas patas — uma criatura com dentes e garras e pelos surgindo de cada poro de minha pele. Sou um monstro. Você acha que estou falando de contos de fada? De jeito nenhum. O lugar é Nova York. O momento é agora. Não sofro de uma deformidade ou uma doença. E vou ficar dessa forma para sempre — destruído —, a não ser que possa quebrar o feitiço. Sim, o feitiço, aquele que a bruxa da minha aula de inglês lançou sobre mim. Por que ela me transformou em uma besta que se esconde durante o dia e rasteja à noite? Vou lhe contar. Vou lhe contar como eu costumava ser Kyle Kingsbury, o cara que você gostaria de ser, com dinheiro, beleza e uma vida perfeita. E aí vou contar como me tornei... a fera.



#Resenha


É difícil, pra mim, escrever sobre um livro que se baseou no melhor conto de fadas de todos os tempos. Sempre achei lindo como Bela se apaixonou por seu raptor, que parecia tudo menos o príncipe da historia. Como ela esqueceu ou não se importou com a aparência assustadora daquela fera, e se apaixonou pelo que ele trazia no coração, como ela o transformou, fez nascer em seu coração a esperança de uma vida feliz.

A Fera conta tudo isso novamente, com a diferença de tudo acontecer nos dias atuais, em Nova York. A autora recontou a historia, ela deixou tudo de mais importante, mesmo que de uma forma diferente, ainda assim igual.

Tyler é m garoto rico que foi abandonado pela mãe e cresceu ouvindo o pai falar que a beleza é tudo, e que se você é feio tem que ficar nas bordas da historia e não fazer parte ela realmente. No fundo você percebe que ele é só mais um garoto que não tem a atenção da família, e se torna exatamente como o pai quer pra ver se, por um momento se quer, o pai olha pra ele com amor. Até que ele resolve brincar com a garota errada, uma garota estranha de cabelo verde da sua sala. E então Tyler tem 2 anos para se apaixonar por alguém e fazer essa pessoa se apaixonar por ele também. O que seria muito fácil se ele não estivesse coberto de pelos, tivesse garras e um rugido animal. Só um beijo pode quebrar a maldição. O pai de Tyler o abandona, e ele sabe que não é mais bonito o suficiente para que seu pai o suporte por perto.

O que eu mais gostei foi ver tudo isso da perspectiva da "Fera", saber exatamente o que ele estava sentindo. Era muito triste ver o quanto ele sofria sem esperança de voltar a ser uma pessoa normal, o quanto ele sofria por todos que ele conhecia terem o abandonado. Se passou um ano inteiro e ele vivia recluso com sua empregada que abandonou o país para trabalhar fora e quem sabe dar uma vida melhor a sua família, família essa que ela nunca mais viu e um tutor cego, super gentil. Tyler começou a mudar muito antes de conhecer o amor, ele se tornou uma pessoa mais compreensiva, mesmo achando que nada tinha solução. Plantava rosas, sua grande paixão, e lia livros em suas horas vagas, habito que criou depois de muito observar Lindy pelo espelho mágico, garota pobre que estudava na sua escola, filha de um pai violento e usuário de drogas que invade a estufa de Tyler e resolve entrega-la para se safar, e pra quem deu uma rosa no dia em que foi amaldiçoado, gesto involuntário de caridade que deu a ele a chance de encontrar o amor. Ela se torna a única saída de Tyler. Todas aquelas cenas mágicas que conhecemos no conto original estão também no livro, de uma forma mais moderna, mas ainda assim perfeitamente reconhecíveis. O amor transforma Tyler, ele aprende que o amor é livre e que se ele é verdadeiro não importa a aparência que você tenha. Gostei também do fato de Lindy não ser uma garota perfeitinha, ela também tinha seus defeitos, o que tornou o amor dos dois mais real. Me encantei de verdade por esse livro!

Me surpreendi também pelo fato dele ser super divertido. As cenas mais engraçadas se passavam num chat que Tyler encontrou, formado por pessoas que passaram ou vão passar por uma transformação, como uma garota-sereia que está considerando trocar sua voz por pernas para poder ficar perto do garoto que ama, uma rã que espera o beijo de uma princesa para poder voltar ao normal e um garoto urso que mata Tyler de inveja por conhecer duas garotas, que se conecta a internet por uma computador portátil e diz que hoje em dia existe conexão wi-fi até mesmo nos bosques. Eram, pra mim, as partes mais divertidas, onde a historia ganhava seu ponto original e fugia um pouco do drama que era a vida da Fera. É um livro muito gostoso de ler e que ganhou meu carinho total!


• Classificação: Muito Bom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, volte sempre! *-*