29 de maio de 2013

#Trechos #A Fera

"Você acordou na escuridão e falou comigo. Você disse que minha voz parecia familiar. Era familiar. Era eu. Kyle. Adrian. Nós somos o mesmo. Eu vou sempre lembrar aquele dia porque foi a primeira vez que eu tive esperança, a primeira vez que falei com você sem você perceber como horrível, como menos que humano eu era. A primeira vez que eu pensei que talvez você poderia me amar."


27 de maio de 2013




"Penso: quando você não tem amor, você ainda tem as estradas."
Caio Fernando Abreu

23 de maio de 2013

Andei Lendo #21 A Fera

Título: A Fera

Autor(a): Alex Flinn

Editora: Editora Galera, 1º Edição 320 páginas.

Sinopse: Eu sou uma fera. Uma fera. Não exatamente um lobo, ou um urso, um gorila ou um cão, mas uma terrível criatura que anda em duas patas — uma criatura com dentes e garras e pelos surgindo de cada poro de minha pele. Sou um monstro. Você acha que estou falando de contos de fada? De jeito nenhum. O lugar é Nova York. O momento é agora. Não sofro de uma deformidade ou uma doença. E vou ficar dessa forma para sempre — destruído —, a não ser que possa quebrar o feitiço. Sim, o feitiço, aquele que a bruxa da minha aula de inglês lançou sobre mim. Por que ela me transformou em uma besta que se esconde durante o dia e rasteja à noite? Vou lhe contar. Vou lhe contar como eu costumava ser Kyle Kingsbury, o cara que você gostaria de ser, com dinheiro, beleza e uma vida perfeita. E aí vou contar como me tornei... a fera.



#Resenha


É difícil, pra mim, escrever sobre um livro que se baseou no melhor conto de fadas de todos os tempos. Sempre achei lindo como Bela se apaixonou por seu raptor, que parecia tudo menos o príncipe da historia. Como ela esqueceu ou não se importou com a aparência assustadora daquela fera, e se apaixonou pelo que ele trazia no coração, como ela o transformou, fez nascer em seu coração a esperança de uma vida feliz.

A Fera conta tudo isso novamente, com a diferença de tudo acontecer nos dias atuais, em Nova York. A autora recontou a historia, ela deixou tudo de mais importante, mesmo que de uma forma diferente, ainda assim igual.

Tyler é m garoto rico que foi abandonado pela mãe e cresceu ouvindo o pai falar que a beleza é tudo, e que se você é feio tem que ficar nas bordas da historia e não fazer parte ela realmente. No fundo você percebe que ele é só mais um garoto que não tem a atenção da família, e se torna exatamente como o pai quer pra ver se, por um momento se quer, o pai olha pra ele com amor. Até que ele resolve brincar com a garota errada, uma garota estranha de cabelo verde da sua sala. E então Tyler tem 2 anos para se apaixonar por alguém e fazer essa pessoa se apaixonar por ele também. O que seria muito fácil se ele não estivesse coberto de pelos, tivesse garras e um rugido animal. Só um beijo pode quebrar a maldição. O pai de Tyler o abandona, e ele sabe que não é mais bonito o suficiente para que seu pai o suporte por perto.

O que eu mais gostei foi ver tudo isso da perspectiva da "Fera", saber exatamente o que ele estava sentindo. Era muito triste ver o quanto ele sofria sem esperança de voltar a ser uma pessoa normal, o quanto ele sofria por todos que ele conhecia terem o abandonado. Se passou um ano inteiro e ele vivia recluso com sua empregada que abandonou o país para trabalhar fora e quem sabe dar uma vida melhor a sua família, família essa que ela nunca mais viu e um tutor cego, super gentil. Tyler começou a mudar muito antes de conhecer o amor, ele se tornou uma pessoa mais compreensiva, mesmo achando que nada tinha solução. Plantava rosas, sua grande paixão, e lia livros em suas horas vagas, habito que criou depois de muito observar Lindy pelo espelho mágico, garota pobre que estudava na sua escola, filha de um pai violento e usuário de drogas que invade a estufa de Tyler e resolve entrega-la para se safar, e pra quem deu uma rosa no dia em que foi amaldiçoado, gesto involuntário de caridade que deu a ele a chance de encontrar o amor. Ela se torna a única saída de Tyler. Todas aquelas cenas mágicas que conhecemos no conto original estão também no livro, de uma forma mais moderna, mas ainda assim perfeitamente reconhecíveis. O amor transforma Tyler, ele aprende que o amor é livre e que se ele é verdadeiro não importa a aparência que você tenha. Gostei também do fato de Lindy não ser uma garota perfeitinha, ela também tinha seus defeitos, o que tornou o amor dos dois mais real. Me encantei de verdade por esse livro!

Me surpreendi também pelo fato dele ser super divertido. As cenas mais engraçadas se passavam num chat que Tyler encontrou, formado por pessoas que passaram ou vão passar por uma transformação, como uma garota-sereia que está considerando trocar sua voz por pernas para poder ficar perto do garoto que ama, uma rã que espera o beijo de uma princesa para poder voltar ao normal e um garoto urso que mata Tyler de inveja por conhecer duas garotas, que se conecta a internet por uma computador portátil e diz que hoje em dia existe conexão wi-fi até mesmo nos bosques. Eram, pra mim, as partes mais divertidas, onde a historia ganhava seu ponto original e fugia um pouco do drama que era a vida da Fera. É um livro muito gostoso de ler e que ganhou meu carinho total!


• Classificação: Muito Bom!

15 de maio de 2013

#Trechos #A Fera



"Eu estava certo sobre o vestido. Coube nela como se tivesse sido costurado no corpo dela—o corpo dela, o que eu assumi que não era nada especial por causa do jeito que ela se escondia embaixo de blusões e jeans folgados, geralmente. Mas agora, com cetim e renda abraçando cada curva, eu não podia parar de olhar. E os olhos dela, o que eu pensava que eram cinzas, agora parecia exatamente o mesmo verde que o vestido. Talvez isso fosse porque eu tinha tido minimo acesso em garotas ultimamente, mas ela parecia quente. Ela tinha se transformado tanto quanto eu? Ou ela tinha sido sempre desse jeito, e eu nunca tinha percebido?"


A Fera - Alex Flinn

12 de maio de 2013

Bright Lights ♪

[...] As luzes do flash e a boa vida continuam chamando pelo meu nome
E eu oro, de alguma forma, algo vai mudar
As luzes brilhantes e o horizonte não vão deixar-me perder o meu caminho

Porque eu sei, de alguma forma, alguma coisa vai mudar

Tão perto mas ainda tão longe, eu descobri o que está em meu coração
Dei um passo para fora da escuridão agora eu estou no meu caminho,
Passando para coisas melhores, cortando as cordas do meu fantoche
Para liberar minhas asas e voar para longe,

Desta vez eu tive o suficiente, eu estou colocando minha cabeça
Nunca vou me sentir perdido na minha própria cidade [...]


Bright Lights (Good Life) - Pixie Lott

10 de maio de 2013

Andei Lendo #20 Hush Hush - Finale

Título: Hush Hush - Finale

Autor(a): Becca Fitzpatrick

Editora: Intrínseca, 1º edição 304 páginas.

Sinopse: Nora e Patch pensavam que seus problemas tinham ficado para trás. Hank estava morto, e seu desejo de vingança não precisava ser levado adiante. Na ausência do Mão Negra, porém, Nora foi forçada a se tornar líder do exército nefilim, e era seu dever terminar o que o pai começara — o que, essencialmente, significava destruir a raça dos anjos caídos. Destruir Patch. Nora nunca deixaria isso acontecer, então ela e Patch bolam um plano: os dois farão com que todo mundo acredite que não estão mais juntos, manipulando, dessa forma, seus respectivos grupos. Nora pretende convencer os nefilins de que a luta contra os anjos caídos é um erro, e Patch tentará descobrir tudo o que puder sobre o lado oposto. O objetivo deles é encerrar a guerra antes mesmo que ela venha a eclodir. Mas até mesmo os melhores planos podem dar errado. Quando as linhas do combate são finalmente traçadas, Nora e Patch precisam encarar suas diferenças ancestrais e decidir entre ignorá-las ou deixá-las destruir o amor pelo qual sempre lutaram.


#Resenha


A evolução dessa série foi quase... palpável. Foi incrível o quantos os personagens se tornaram de certa forma mais maduros e cresceram junto com a história.

O começo foi bem parado é verdade, mas na metade do livro me peguei prendendo o folego várias vezes e rezando pra que não fosse o que eu estava pensando, me surpreendendo em várias partes. Fiquei muito feliz com a pessoa que Nora se transformou. Corajosa, forte, inteligente, capaz de lutar de verdade pelo que acredita sem precisar em momento nenhum abrir mão do que ela realmente amava. Ela se tornou aquele tipo de personagem que a gente costuma admirar e torcer de verdade. Alguns pontos foram um pouco decepcionantes e até mesmo um pouco confusos, como o segredo de Vee. Sério isso Becca? Nunca gostei de Vee mas achei muuuuito nada a ver. E tive que, de certa forma, adivinhar o que ela queria dizer no final, porque em nenhum momento ela deixou esse acontecimento claro. Fiquei esperando algumas explicações que nunca vieram, e um final mais claro para alguns outros personagens e situações. Sofri (e muito) com a morte de um personagem que para mim foi muito importante, talvez não para a historia ou para algumas outras pessoas, mas pra mim ele era. E não achei justo. Nunca vou perdoar a Becca por isso. Ainda estou me sentindo como se um grande amigo meu tivesse partido sem que eu pudesse dizer adeus.

Fora a cena hot que eu estava esperando desde o começo e fiquei só com água na boca né?!

Algumas cenas foram muito empolgantes, e a guerra tão esperada com certeza não me decepcionou. Pra mim foi um final épico! Uma conclusão um pouco vaga mas que deixou aquela sensação de ponto final. De algo com começo, meio e um fim bem elaborado. Com certeza foi um livro muito peculiar.

E Patch, o que falar? Sempre charmoso, sempre disposto a tudo por amor. Acho que foi o livro que pudemos ver mais de sua personalidade. Sempre vi ele como um personagem misterioso até mesmo para o leitor e a pressão desse livro deixou de fora a parte mais linda desse anjo caído apaixonante! Uma coisa eu posso dizer: Becca Fitzpatrick sabe escrever personagens masculinos!

Um comentário sexy e sarcástico de Patch, e o livro não poderia terminar de outra forma.



• Classificação: Ótimo!

Andei Lendo #19 Hush Hush - Silêncio

Título: Hush Hush - Silêncio

Autor(a): Becca Fitzpatrick

Editora: Intrínseca, 1º edição 301 páginas.

Sinopse: Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe. Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece conversar com ela. Alucinações, visões de anjos, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua antiga vida. A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada. Ele parece saber todas as respostas… e também o caminho até o coração de Nora. Cada minuto a seu lado confirma isso, até que Nora se dá conta de que pode estar apaixonada. De novo. “O relacionamento tempestuoso entre Nora e Patch, o típico bad-boy, é verdadeira e perturbadoramente sedutor.” Publishers Weekly



#Resenha


Esse livro foi o mais fofo e o mais intenso até agora. Acho que em qualquer romance a parte mais gostosa de se ler é aquela em que os dois estão apenas se conhecendo. Qualquer olhar ou palavra faz você dar aquele sorriso bobo. Pois bem, nesse livro aconteceu tudo de novo. Mas de uma forma melhor, mais madura porque afinal a gente já conhece Patch, já conhece suas intenções e a extensão de seu amor por Nora. Nora foi sequestrada, e ao acordar descobriu que não se lembra de nada dos últimos 5 meses, em consequente ela também não se lembra de Patch. Mas o instinto e seu espirito investigados faz Nora correr atrás de todos os segredos, os mesmo que antes ela já sabia. Inevitavelmente, seu caminho se cruza com Patch e mais uma vez ela não consegue resistir ao seu charme. Além disso ela agora tem que aguentar o novo namorado da mãe, que ela não confia nem um pouco, mesmo sem saber porque. Seu amigo/nefilin Scott volta, e eu passo a ama-lo cada vez mais. Ele tem um charme inocente, uma personalidade legal, foi com certeza um dos mais bem escritos personagens da série. Teve mais ação, mais romance, mais drama. A história da o passo final, alguns buracos são explicados e os personagens meio que amadurecem mais nesse livro. O amor dos dois se fortalece muito, fica mais que claro o que Patch seria capaz de fazer pra proteger Nora. Esse com certeza foi o mais gostoso de ler. Até agora foi o melhor pra mim.


• Classificação: Muito Bom!

9 de maio de 2013

Andei Lendo #18 Hush Hush - Crescendo


Título: Hush Hush - Crescendo

Autor(a): Becca Fitzpatrick

Editora: Intrínseca, 1º edição 285 páginas.

Sinopse: Nora deveria saber que sua vida estava longe de ser perfeita. Apesar de começar uma relação com seu anjo da guarda, Patch (quem, título à parte, pode ser descrito como qualquer coisa, menos angelical), e sobreviver a um atentado a sua vida, as coisas não parecem melhorar. Patch está começando a se afastar e Nora não consegue descobrir se é para o seu próprio bem ou se o seu interesse voltou-se para sua arqui-inimiga, Marcie Millar. Sem contar que Nora é assombrada por imagens de seu pai e ela fica obcecada querendo descobrir o que realmente aconteceu com ele naquela noite em que ele partiu para Portland e nunca voltou para casa. Quanto mais Nora se aprofunda no mistério da morte de seu pai, mais ela começa a se perguntar se sua ascendência nefilim tem algo a ver com isso, assim como o por quê de ela estar em perigo com mais freqüência do que as garotas normais. Já que Patch não está respondendo suas perguntas e parece estar atrapalhando, ela tem que começar a procurar as respostas por si só. Confiar demais no fato de que ela tem um anjo da guarda põe Nora em perigo de novo e de novo. Mas ela pode mesmo contar com Patch ou ele está escondendo segredos mais obscuros do que ela pode imaginar?



#Resenha 


A série me ganhou no final desse livro. Teve segredos mais empolgantes, mais ação e ao mesmo tempo foi um livro bem chatinho de ler. A historia se arrasta muito quando Patch não está, que como eu disse antes, é a coisa mais interessante da série. Nesse livro há vários capítulos sem que ele apareça, só com as narrações chatas de Nora. Ela fez algumas besteiras no começo que me deixaram com vontade de gritar com ela e mandar ela deixar de ser dramática! De certa forma isso deixou as aparições de Patch mais intensas *-*

Agora eles estão juntos, mas ele começa a ficar cada vez mais distante dela e próximo de Marcie, sua inimiga desde a infância. Isso foi terrível, fiquei com ciúmes por Nora! Demorei pra acreditar que Patch realmente estava fazendo aquilo! Nora tem que aprender a conviver com a visão dos dois juntos para todo lugar que ela vai. Conhecemos um novo personagem, e outros se tornam extremamente importantes. A história começa a tomar forma, a se fortalecer para ser mais que um livro. O final foi bastante empolgante, Nora se tornou uma personagem de mais ação. Ainda vi algumas semelhanças crepúsculizadas nesse livro, como o fato de ela se meter em confusão de proposito porque Patch é seu anjo da guarda e assim talvez ela possa vê-lo. Mas isso não durou muito. Gostei :D


• Classificação: Muito Bom!

8 de maio de 2013

Andei Lendo #17 Hush Hush - Sussurro

Título: Série Hush Hush - Sussurro

Autor(a): Becca Fitzpatrick

Editora: Intrínseca, 1º edição 259 páginas.

Sinopse: Se apaixonar nunca foi tão fácil… ou tão mortal. Para Nora Grey, romance não era parte do plano. Ela nunca se sentiu particularmente atraída por nenhum garoto de sua escola, não importa o quanto sua melhor amiga Vee os empurre para ela. Não até a chegada de Patch.
Com seu sorriso tranquilo e olhos que parecem enxergar dentro dela, Nora é atraída por ele contra seu bom senso. Mas após uma série de acontecimentos aterrorizantes, Nora não sabe em quem confiar. Patch parece estar onde quer que ela esteja, e saber mais que ela do que seus amigos mais íntimos.
Ela não consegue decidir entre cair nos braços dele ou correr e se esconder. E quando tenta encontrar algumas respostas, ela se acha próxima de uma verdade que é bem mais perturbadora do que qualquer coisa que Patch a faça sentir. Pois Nora está bem no meio de uma antiga batalha entre os imortais e aqueles que caíram – e, quando se trata de escolher lados, a escolha errada poderá custar sua vida.




#Resenha


Desde que Patch entrou na vida de Nora tudo está uma bagunça, ela começou a fazer coisas que nunca nem imaginou fazer, começam a acontecer coisas estranhas em sua vida, ela começa a ser perseguida e a ter alucinações, e acha que tudo é culpa dele. Nora descobre que Patch é um anjo caído, que desafiou as leis do céu e desde então ficou preso na Terra. Isso não impede Nora de se sentir terrivelmente atraída por esse anjo estranho e assustador.
Não da pra negar que a história é bem básica. Nada incrivelmente inovador. Algumas coisas me incomodaram na narração e senti também um pouco de enrolação desnecessária apesar do livro ser bem pequeno. Nora é bem chatinha, a melhor amiga dela também, sem contar aquele basicão que me deixou extremamente decepcionada no começo do livro: Toda a chata descrição das manhãs e tardes na escola, parceiro de biologia, blábláblá. A coisa que mais me chamou atenção nessa historia foi Patch, o mocinho que não é tão mocinho assim. Nunca tinha lido um livro em que o charmoso personagem principal é na verdade o vilão, o cara mal. Ele não era bad boy, ele era simplesmente “bad”. Gostei muito desse aspecto. O livro fica realmente bom no final, quando mais coisas são explicadas e a gente consegue entender algumas atitudes confusas do começo. No fim foi um bom livro, gostei da leitura.

• Classificação: Muito Bom!

7 de maio de 2013

#Trechos #Em Chamas

" - Ninguém precisa realmente de mim. - diz ele, e não há nenhuma autocomiseração na voz dele. É verdade que a família de Peeta não precisa dele. Eles sentirão sua morte, assim como um punhado de amigos. Mas continuarão com suas vidas. Até mesmo Haymitch, com a ajuda de um grande quantidade de aguardente branca, seguirá com sua vida. Percebo que apenas uma pessoa ficará irreversivelmente devastada pela morte de Peeta. Eu.
 - Eu preciso - digo. - Eu preciso de você. - Ele parece chateado. Respira fundo como se estivesse a ponto de iniciar uma longa discussão, e isso não é bom, porque ele vai começar a falar sobre Prim, minha mãe e tudo mais, e vou acabar ficando confusa. Então antes que ele possa falar, paro os lábios dele com um beijo."

Em Chamas, pág. 373 - Suzanne Collins

2 de maio de 2013

Andei Lendo #16 The Body Finder - Livros um e dois

Li essas coisinhas lindas praticamente de uma vez só então resolvi fazer um único post para a resenha dos dois livros :D


Título: Ecos da Morte, Série The Body Finder

Autor(a): Kimberly Derting

Editora: Intrínseca, 1º edição 268 páginas.

Sinopse: Violet Ambrose tem dois problemas – o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela começa a ficar cada vez mais incomodada com sua estranha habilidade – Violet encontra cadáveres. Desde pequena ela percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos, apenas os das vítimas de assassinato. Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas, agora que um serial killer está aterrorizando a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas assassinadas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela.

#Resenha


Violet tem uma vida não muito comum para meninas de sua idade. Desde pequena ela sente ecos de pessoas mortas. Não, de pessoas assassinadas. Pode ser um cheiro, uma cor ou mesmo uma sensação e o responsável carrega consigo uma marca idêntica a da vitima, mas só ela pode ver ou sentir. Até ai tudo bem, pois tudo que ela viu foram pequenos animais mortos pelo gato da família, pelo menos até agora. Há um psicopata solto na pequena cidade em que ela mora, e Violet sabe que pode ser a única pessoa capaz de encontrar esse assassino. E ainda por cima ela não entende os novos sentimentos que a perseguem sempre que está perto do melhor amigo de infância, que agora é alto, lindo e chama atenção por todos os lugares que vai.

Falando assim por alto o livro é muito bom, história extremamente original, personagens legais de se ler, como a amiga Chelsea, uma menina cheia de personalidade e com a língua extremamente afiada, dei várias risadas com ela. Violet é uma personagem forte e corajosa, apesar de as vezes a coragem dela me dar nos nervos, via em cada esquina uma nova oportunidade dela ser morta e ficava super apreensiva com isso, mas ela não podia se impedir, os ecos a chamavam e ela praticamente não tinha controle sobre si mesma. A autora foi excepcional no quesito mistério: Várias vezes me peguei extremamente curiosa para ver o que aconteceria na próxima página, ou no próximo capítulo. Uma característica muito interessante é a descrição dos ecos, cada um é diferente do outro e são sempre muito criativos e bem descritos. Apesar de ter cenas na escola não fica naquela ladainha de descrever o que se passa na aula, um ponto a favor do livro. Na verdade nenhuma informação é dada por acaso, não há enrolação nenhuma. O romance é super fofo, do tipo que você realmente torce pra um final feliz, e o desfecho é muito surpreendente. Não é um apenas um romance sobrenatural, envolve também um bom mistério e suspense. É um bom thriller. A narração é ótima. Eu pego tanto no pé da narração porque tenho um pouco de dificuldade de me concentrar na historia, sempre fico curiosa com o que vai vir a seguir e ai fico lendo os diálogos seguintes e quando percebo tenho que voltar a ler toda uma página. Ás vezes encontro um livro fácil de ser lido, que realmente me prende em cada linha, mas sempre tem um ou outro que complica minha vida. E esse não é nem um pouco assim. Me surpreendi pois não esperava tanto desse livro. Recomendo para quem procura uma leitura agradável sem grande apego :D

• Classificação: Muito Bom!


Título: Desejos dos Mortos, Série The Body Finder

Autor(a): Kimberly Derting

Editora: Intrínseca, 1º edição 283 páginas.

Sinopse: Enquanto tenta manter seu segredo, Violet, involuntariamente, torna-se objeto de uma perigosa obsessão. Seu primeiro impulso, como sempre, seria pedir ajuda ao melhor amigo, Jay – porém, agora que os dois são um casal, as coisas não funciona mais assim. Ele passa cada vez mais tempo com um novo colega, Mike, e Violet tem oportunidade de sobra para pensar e repensar sobre o que, afinal, está fazendo seu namoro dar errado. É então que ela se dedica a investigar a vida do récem-chegado Mike, e diante da trágica história familiar do garoto Violet se depara com uma verdade capaz de colocar todos eles em extremo perigo.

#Resenha

Fiquei sem saber o que realmente esperar desse livro, pois o ultimo termina de um jeito bem legal, tem realmente um final. Não é exatamente como outras séries que deixam aquele mistério para o próximo livro. Tanto que quando comecei a ler achei que não iria gostar por não haver realmente uma “continuação”. Mas a autora foi extremamente inteligente em relação a isso. Violet se recuperou de uma perseguição a um assassino em série, agora ela tem um namorado que a ama e a vida dela está nos eixos. Isso até uma família nova se mudar para a cidade, o garoto monopolizar completamente a atenção de seu namorado, ela começar a receber recados macabros de alguém misterioso e uma agente do FBI começar a segui-la sem que ela saiba porque. A historia se desvia completamente do primeiro livro mas se firma de certa forma, da pano para mais livros e sempre acontece algo, de forma que o livro está sempre interessante. Esse livro particularmente foi muito interessante de ler, e como no ultimo, a narração estava perfeita, tanto que li todo num dia só. E – como não podia faltar – nesse livro aparece mais um personagem, para compor um quase triângulo amoroso, mas daqueles bem escritos, em que você não sabe qual dos dois você ama mais *-*

Gostei muito desse livro também, acho que a escritora acertou em cheio na historia e fiquei realmente ansiosa pela continuação. Isso sem falar na capa mais que linda desse livro *-*

• Classificação: Muito Bom!