18 de abril de 2013

Andei Lendo #14 Predestinados

Título: Predestinados

Autor(a): Josephine Angelini

Editora: Intrínseca, 1º Edição 315 páginas.

Sinopse: Helen Hamilton passou a vida inteira tentando disfarçar o fato de que é uma garota diferente, mas agora, aos dezesseis anos, isso está cada vez mais difícil. Não apenas por causa de sua força sobre-humana ou porque às vezes, sem motivo aparente, pessoas estranhas simplesmente a atacam, mas também porque ela teme que seu juízo esteja seriamente comprometido. Pesadelos recorrentes com uma estranha viagem pelo deserto e a visão de três mulheres derramando lágrimas de sangue a tem atormentado noite e dia. Ao mesmo tempo, um impulso inexplicável, incontrolável, passa a dominar seus pensamentos: Helen quer matar Lucas, um dos rapazes da glamorosa e misteriosa família Delos. À medida que descobre mais sobre sua verdadeira origem, ela percebe que a relação dos dois está submetida não só à sua vontade, mas a forças e tradições ancestrais.

" - Não posso perder você - falou Lucas afastando os lábios dos de Helen. - Por isso não lhe contei a verdade. Achei que, se soubesse o quanto tudo isso era complicado, você me mandaria embora. Eu não queria que você abisse mão da esperança. Não consigo fazer isso se você desistir de nós."



#Resenha

Predestinados é lindo. Sério, isso resume o livro quase todo.

Helen viveu a vida toda na pequena ilha de Nantucket e sempre se esforçou pra esconder das pessoas o quanto é diferente. Ela é mais forte e mais rápida do que as pessoas geralmente são. E pior, ela não faz nem ideia do porque. Sua mãe a abandonou quando ainda era um bebê e ela vive com o pai, um homem compreensivo que teve que aprender a criar uma menina sem a ajuda de ninguém. Sua melhor amiga se chama Claire, uma garota baixinha mas durona que faria de tudo para defender a amiga.
De repente o assunto do momento é a mudança da família Delos para a ilha, é uma família rica e numerosa. Helen começa a ter sonhos estranhos depois da chegada da família à ilha e a ver as Fúrias, pequenas mulheres que choram sangue e lamentam mortes insistentemente. Ela já não aguenta tantos comentários até que vê Lucas Delos pela primeira vez. Ele é lindo, alto e Helen sente um desejo irresistível de mata-lo! Sim, ele e toda sua família porque... bem, ela não sabe porque mas sabe que daria tudo para poder matá-los! Porém Helen começa a perceber que eles também não são pessoas normais, também são rápidos e fortes e melhor: sabem porque são assim. Talvez eles tenham uma resposta pra ela também, isso se ela parar de querer mata-los.

O livro reconta a historia de um romance que matou centenas de pessoas na antiga Grécia, um romance egoísta que fez os semideuses e até os deuses do olimpo se envolverem. E milhares de anos depois ainda existem cicatrizes daquela guerra, ainda existe o ódio e o rancor entre os descendentes. A historia de Helena e Páris de Troia.

A narração do livro é um pouco confusa e em alguns momentos se parece bastante com Crepúsculo mas isso não impede o livro de ter uma historia extremamente original e um romance muito lindo. Como Helen não sabe nada sobre seus poderes e sua descendência, a gente vai aprendendo com ela o passado da sua espécie. Isso é um pouco confuso mas ao mesmo tempo é legal porque a gente consegue entender os pensamentos dela e as vezes até ter as mesmas reações. Os personagens são muito bem escritos e os acontecimentos estão dispostos de uma forma que nunca fica chato. É um daqueles livros que você lê de uma só vez e depois fica coma quela ressaca terrível querendo a continuação e ao mesmo tempo querendo ler todinho de novo.

Helen e Lucas conseguem contornar o ódio da maldição, eles aprendem a ser amigos, e aprendem também a amar. Mesmo que eles nunca possam ficar juntos. Tudo por causa de uma guerra brutal.
Lucas é fofo demais! Helen é uma personagem muito forte e cheia de coragem, até mesmo pra chorar. Ela parece uma daquelas que você jura que existe mesmo sabe? O amo dos dois é muito lindo. É um livro lindo, recomendo ele a todos que gostam de um bom romance sobrenatural. *-*

• Classificação: Ótimo!

E tão lindo quanto o livro são as capas, só o primeiro foi lançado no Brasil e os outros ainda estão sem data prevista pra o lançamento mas a escritora já terminou de escrever a trilogia *-*

2 comentários:

  1. Oi Mah, ^^

    Realmente eu não sabia nada desse livro até agora :P rs'

    Mas, sua resenha me deixou curiosa, principalmente porque você ressaltou vários pontos positivos que existem nesse livro e que sempre são responsáveis por uma boa leitura pra mim *-*

    Ok, é clichê total, mas quem não ama um 'amor impossível'? É a receita de milhares de livros que existem por ai, mas ainda assim me 'pega' *-*

    Temática sobrenatural: preciso comentar?? *---*rs'

    Mas, o que também gosto muito é quando a personagem principal vai descobrindo as coisas junto com o leitor. Não sou muito fã quando tenho que me 'inteirar' do mundo dela por longas explicações, gosto de que a gente se desenvolva com ela, entre no mundo dela no mesmo ritmo... foi o que aconteceu comigo ao ler Instrumentos Mortais, e eu gosto da sensação. ^^

    Capas lindas mesmo o/

    ótima resenha, quero ler \o/ rs'

    ~> Beijusss Mah...;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Day :D

      Ah, eu conheço esse livro desde que foi lançado e não fiquei quieta quanto não comprei, ele é lindo não é? *-*
      Também adoro um amor impossível, principalmente se for sobrenatural. Não tem coisa melhor, rsrsrs
      Esse livro é realmente muito bom, recomendo :)

      Beijo!

      Excluir

Obrigada por comentar, volte sempre! *-*