21 de fevereiro de 2013





Acho que sou bastante forte para sair de todas as situações em que entrei, embora tenha sido suficientemente fraco para entrar. 
~ Caio Fernando Abreu

14 de fevereiro de 2013

Andei Lendo #11 Série Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Anjos Caídos

Título: Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Anjos Caídos

Autor(a): Cassandra Clare

Editora: Galera Record, 1º Edição 364 páginas

Sinopse: A guerra acabou e Caçadores de Sombras e integrantes do submundo parecem estar em paz. Clary está de volta a Nova York, treinando para usar seus poderes. Tudo parece bem, mas alguém está assassinando Caçadores e reacendendo as tensões entre os dois grupos, o que pode gerar uma segunda guerra sangrenta. Quando Jace começa a se afastar sem nenhuma explicação, Clary começa a desvendar um mistério que se tornará seu pior pesadelo.

Eu não sabia” ele disse “ Eu não sabia que você precisava de mim”
Sua voz estava tremula “Eu sempre preciso de você”


#Resenha

Primeiro de tudo gostaria de dizer que a Day tinha razão, Cassandra adora complicar as coisas, rs' só acho que dessa vez ela exagerou.

Terminei esse livro já faz alguns dias e ainda não sei muito bem o que pensar. Mas uma coisa eu posso dizer: Me decepcionei.
Nunca, nunca mesmo gostei de livros que são estendidos por causa do sucesso. Assim que peguei Cidade de Vidro fiquei receosa quanto ao final, porque ainda não tinha Cidade dos Anjos Caídos em mãos e não sabia quando ele ia chegar. Sim, eu já estava muito viciada na série. Acabou que o final de Cidade de Vidro foi perfeito, apesar de um único buraco na historia, foi o final que eu esperava e com muitas surpresas boas.
Então eu comecei a ler Cidade dos Anjos Caídos, uma historia depois do final feliz. Inicialmente, como em todos os livros anteriores foi difícil pegar gosto pela leitura, mas estava acontecendo basante coisas suspeitas. Na metade do livro eu já estava novamente vidrada, lia ele dia e noite, mas o final me decepcionou imensamente.
Pontos negativos: - Livros que se estendem nem sempre tem mais pano pra manga e a historia se torna meio forçada.

- Terminou tudo muito bem entre Clary e Jace no último livro, e neste simplesmente retorna toda a confusão, as dúvidas... Eu nem pude imaginar a felicidade deles que eles já estavam brigando novamente.

- Essas dúvidas de Jace sobre o pai, sobre não querer ser como ele e blablabla, isso já está irritando demais. Não aguento mais ele sem saber o que fazer da vida só porque foi criado com Valentin. Não foi comprovado que ele tem uma alma angelical até demais? Então pra que essa dúvida toda? O final foi o cúmulo disso.

- Personagens que pareciam importantes e perderam completamente o foco no meio do livro, acho mesmo que eles mereciam um destaque a mais, como Jordan e Camille.

- Personagens que SÃO importantes e não tiveram destaque nenhum. Quase não apareceram no livro.

Acho sinceramente que a melhor característica desse livro foi a narração de Simon. Sei que nem todo mundo vê ele como um personagem importante, mas nos últimos livros ele amadureceu bastante e se tornou o melhor personagem da série pra mim. As dúvidas dele eram reais, os medos, as preocupações, principalmente com relação a Clary, tudo com Simon fazia mais sentido que todo o resto do livro.
A historia não é ruim, continua sendo muito bem escrita, os vilões são muito bons, as surpresas de sempre no final do livro são de deixar qualquer um sem ar e o desespero pelo próximo livro é imenso. Nenhuma novidade, a série ainda continua muito boa mas acho que esse foi o "meno bom" até agora.
Eu sei que o meu preconceito com séries estendidas não atrapalhou a leitura porque muitas passagens e narrações do livro foram boas como em todos os livros anteriores; as cenas, principalmente do final, fora muito perfeitas e bem descritas.
Bem, espero que o próximo livro me surpreenda. Ainda gosto muito da série mas esse livro em particular eu não gostei muito.

Meus bebês *-*


• Classificação: Muito Bom!

12 de fevereiro de 2013

Tags :D

Olá pessoas lindas do meu coração *-*
Ganhei umas tags da Dayane do Letras Eternas! Fazia tempo que não respondia essas perguntas õ/
Bem, vamos lá!


♥ Regras:
1. Responder a pergunta: 'Qual livro você indicaria para uma pessoa começar a ler?
Acho que indicaria o primeiro livro que li quando era ainda pequena (Não que seja um livro infantil, acho até que foi feito para adultos ;*) que é O Pequeno Príncipe. Ou qualquer um de Sidney Sheldon *-*

2. Indicar 10 blogs para fazer o meme - é expressamente proibido oferecer o laço "a quem quiser pegar" sem indicar seus blogs primeiro. Ou seja, é somente por indicação.
Isso eu faço no fim :)


3. Avisar os blogs que você indicou e colocar a imagem no seu blog para apoiar a campanha.
Ok!






→Próxima tag!


0♥ Coloque o link do blog que te indicou e indique mais alguém (quantos blog's quiser)
O Link da Day ta lá em cima, e no fim indico mais pessoas :)

1♥ Quem é você? De verdade e sem muitas complicações, sem medo de admitir.
Perguntas complicadas o.o Bem, Me chamo Mayara e tenho enormes e velhos (não estou sendo irônica :S) 19 anos, moro em São Caitano, PE desde que nasci e estudo Design na UFPE. Acho que não acredito em muitas coisas porque prefiro que elas simplesmente aconteçam. Sim, sou muito pessimista. Mas como todas as meninas do mundo acredito em amor, e acredito em destino as vezes, mas acho que é só pra arrumar uma desculpa pra o que não aconteceu exatamente como eu esperava.

2♥ Conte pelo menos 3 coisas sobre você que nunca, nunca mesmo, escreveu no seu blog.
• Adoro a cor verde!
• Tenho hematofobia ;x
• E ao contrário da Day durmo com ursinhos toda noite o/ haha,

3♥ Por quê você sonha escrever um livro? 
Bem, na verdade eu não tenho o sonho de escrever um livro, eu adoro ler e tal's mas acho que não tenho imaginação suficiente pra isso... E eu adoro escrever também, mas gosto de escrever pra desabafar, escrever de forma bonita o que se passa dentro de mim em determinados momentos, nunca pensei em escrever um livro de verdade...

4♥ Como você imagina que será o dia do lançamento do seu primeiro livro?
Ha, do livro não mas imagino muitas vezes meu primeiro desfile, e um monte de modelo vestindo meus desenhos *-*

5♥ Por que e como se tornou blogueira?
Como eu disse, adoro escrever o que estou sentindo e descobri no blog a melhor forma de desabar no mundo! Estava passando por uma fase confusa então criei um blog e comecei a escrever, por isso ele se chama "Querido Diário"... Já fazem 2 anos, hoje em dia eu não desabafo tanto assim por medo de machucar alguém, mas as vezes ainda preciso.


6♥ Escreva algo em homenagem ao seu próprio blog ou a algum outro que você conheça, ou homenagem a algo importante para você, seja lá qual for.
O Querido Diário é o lugar mais especial do mundo pra mim, eu sempre me sinto a vontade aqui, e quase sempre escrevo tudo que realmente penso, mas essas são as implicações de um diário online né? Não vejo ele como um blog de um assunto em particular, ele é simplesmente uma parte escrita de mim mesma e eu adoro isso! Gostaria de agradecer os poucos blogueiros que permanecem por aqui e visitam o Querido Diário! *-*


→Próxima tag!


1º Escrever 11 coisas aleatórias sobre você: (Acho isso super complicado o.o)

1. Jogo poker o/
2. Sou super preguiçosa quando se trata de rotinas
3. Adoro bonés
4. Adoro Glee e musicais em geral, além de zumbis e filmes antigos em preto e branco!
5. Adoraria viajar para a Europa o/ (quem não?)
6. Choro com absolutamente tudo
7. Sou SUPER fã do Ne-Yo e ele está no Brasil atualmente e eu não vou vê-lo :(
8. Adoro musicas e filmes e qualquer coisa românticas *-*
9. Tinha uma queda terrível pelo Val Kilmer quando ele fazia o Batman 
10. Nunca abandonei um livro por mais chato que ele fosse né Crepúsculo?
11. Amo chuva!

2º Falar de quem recebeu:
Recebi essa Tag da Dayane que adoro mundo!

3º Responder 11 perguntas que a pessoa lhe mandou e criar mais 11 perguntas para repassar:

1. Qual é o melhor lugar onde já esteve?
Na minha cama toda noite o/

2. Qual a sua melhor lembrança de infância?
Acho que a escola, na 6º série :)

3. Já se apaixonou?
Sim.

4. Qual seu maior medo?
Que tudo que eu faça seja em vão.

5. Qual o seu autor preferido?
Sidney Sheldon o/

6. Diga o nome de um livro/filme cuja história você gostaria de viver:
Tracy Withney de Se Houver Amanhã, Sidney Sheldon

7. Alguém que você nunca vai esquecer:
Alguém que amei muito alguns anos atrás apesar de tudo.

8. Há algum personagem com o qual você se identifica? (pode ser de livros, filmes seriados :])
Não, nunca me identifiquei com nenhuma personagem mas acho que é porque nunca leio ou assisto tentando me imaginar no lugar de alguém, sempre leio como se tivesse assistindo de longe.

9. Qual sua cor preferida?
Verde o/

10. Qual sua frase preferida?
"Não havia ponte entre os mundos que os separavam. Haviam viajado para longe demais um do outro e não havia retorno. Não havia agora, nunca haveria." Sidney Sheldon.

11. Diga um lugar pra onde você fugiria:
Para o passado :x


Minhas perguntas:
1. Se pudesse mudar algo no mundo, o que seria?
2. Qual sua musica/livro/filme preferido?
3. Qual seu cantor/autor/ator preferido?
4. Qual seu maior sonho?
5. Qual sua cor preferida?
6. Diga sua maior qualidade e seu maior defeito:
7. Se arrepende de algo que já tenha feito?
8. Se pudesse viajar agora, pra onde iria?
9. De que você tem medo?
10. Se pudesse viver uma historia de livro, qual seria?
11. O que você mais ama?

Indicados: (Que não serão 10 porque né...)



2 de fevereiro de 2013


Todas as palavras não ditas
Promessas quebradas
Eu chorei por tanto tempo
Perdi tempo demais
Deveria ter visto os sinais
Agora eu sei o que deu errado 
Wanted You More - Lady Antebellum

Acho que na maioria das vezes o passado nunca consegue ser completamente superado. Talvez a maior parte, mas tudo não. Nunca.
Mesmo que seja em sonhos de vez em quando, ou uma lembrança maluca que vem a nossa cabeça sem motivos.
Até quando você tente esquecer completamente o que fez parte de sua vida um dia, tenha sido rápido ou não.
E que hoje olhando pra trás você entenda que foi um erro, e que não é a melhor de suas lembranças.
Mesmo com todos os motivos e razões do mundo pra esquecer, se foi verdadeiro pra você, nunca vai deixar de te assombrar. E sim, essa é a palavra certa.
O mais engraçado de tudo é que você achou que nunca teria fim. Você realmente acreditou que havia nascido para aquilo, e que todas as pedras no caminho estavam ali para serem chutadas porque nada no mundo te impediria. E porque algo pararia você? O seu sentimento era maior que tudo!
Então quando tudo cai aos seus pés você finalmente descobre que há sentimentos mais fortes. Mais fortes e perigosos. Fazem você sofrer como nunca imaginou possível. Passar horas imaginando como as coisas poderiam ter sido diferente. Desejando ardentemente voltar no tempo e consertar seu coração. Mas você sabe que, talvez, mesmo que pudesse voltar no tempo tudo teria acontecido da mesma forma porque mesmo que machuque, mesmo que tenha acabado, vai ser pra sempre.
E seus sonhos são só mais uma ponta disso tudo, porque eles começam a se manifestar de alguma forma durante seu dia. E você não sabe se está acordada. Não sabe se realmente são sonhos. Não sabe nem mesmo se vai aguentar por muito tempo. Os seus sonhos as vezes adivinham a realidade. Você simplesmente não entende como uma coisa que parecia tão certo conseguiu dar tão errado. Não sabe porque não conseguiu consertar a tempo.
Um único sonho, anos depois, lágrimas depois, perdões depois, volta a fazer parte do seu dia. Como é possível que seus sonhos sempre consigam adivinhar, sempre? Melhor colocar os pés no chão garota, agente sempre se engana quando é criança e nem tudo que parecia certo dura. Mas, pelos deuses, porque deu tão errado?