30 de julho de 2012

HOJE.



Dúvidas, incertezas. Destino incerto. Mas, pensando bem, prefiro assim. Não saber o que pode acontecer amanhã, ou daqui a 20 anos. Pode ser que  meus planos de hoje se realizem, pode ser que aconteça tudo diferente. De uma coisa eu tenho certeza, vou saber me adaptar, olhar o que for bom com carinho e o que for ruim com sabedoria. Não vou me curvar a tristeza e ao desespero nem mesmo uma vez porque eu prefiro sentir dor e tristeza do que me acostumar com o antigo pessimismo, com a espera constante de consequências ruins, com a desesperança. Agente  em sempre percebe o lado positivo da dor, é que agente só sabe diferenciar tristeza de alegria porque já sentimos os dois, e se hoje você se sente triste, é porque ontem você foi feliz. E é nisso que temos que nos focar. Mas não esqueça que ser feliz não é apenas ter boas recordações, você tem que lutar pra ser feliz hoje, independente do quanto te digam não, de quanto medo você tenha, independente de tudo, traga a alegria pro seu mundo HOJE.

26 de julho de 2012

Andei Lendo #2 Crepúsculo

Oi gente ^^'
Não sou muito boa em resenhas não, mas ando lendo bastante e quero compartilhar o que acho dos livros com vocês!
Bem, pra começar, escolhi Crepúsculo.
Me perdoem fãs/seguidores mas eu precisava ler primeiro pra PODER dar uma opinião não é?

Título: Crepúsculo

Autor (a): Stephenie Meyer

Editora: Intrínseca 2º Edição, 355 páginas.

Sinopse: Crepúsculo poderia ser como qualquer outra história não fosse um elemento irresistível: o objeto da paixão da protagonista é um vampiro. Assim, soma-se à paixão um perigo sobrenatural temperado com muito suspense, e o resultado é uma leitura de tirar o fôlego - um romance repleto das angústias e incertezas da juventude - o arrebatamento, a atração, a ansiedade que antecede cada palavra, cada gesto, e todos os medos. Isabella Swan chega à nublada e chuvosa cidadezinha de Forks - último lugar onde gostaria de viver. Tenta se adaptar à vida provinciana na qual aparentemente todos se conhecem, lidar com sua constrangedora falta de coordenação motora e se habituar a morar com um pai com quem nunca conviveu. Em seu destino está Edward Cullen.
Ele é lindo, perfeito, misterioso e, à primeira vista, hostil à presença de Bella o que provoca nela uma inquietação desconcertante. Ela se apaixona. Ele, no melhor estilo "amor proibido", alerta: Sou um risco para você. Ela é uma garota incomum. Ele é um vampiro. Ela precisa aprender a controlar seu corpo quando ele a toca. Ele, a controlar sua sede pelo sangue dela. Em meio a descobertas e sobressaltos, Edward é, sim, perigoso: um perigo que qualquer mulher escolheria correr. Nesse universo fantasioso, os personagens construídos por Stephenie Meyer - humanos ou não - se mostram de tal forma familiares em seus dilemas e seu comportamento que o sobrenatural parece real. Meyer torna perfeitamente plausível - e irresistível - a paixão de uma garota de 17 anos por um vampiro encantador.


#Resenha

Confesso que quando comecei a ler me surpreendi por não ser tão ruim assim quanto ouvia falar, mas no decorrer do livro tive que me forçar a ler cada página, porque não gosto de deixar livros pela metade.

Nunca li outros livros da autora, e sinceramente não tenho vontade, talvez o que eu menos gostei possa ser explicado por ser seu primeiro romance, mas achei a narração extremamente entediante, passagens absolutamente desnecessárias, como se demorar pelo menos um parágrafo em cada folha descrevendo as nuvens e a aparência do céu em determinado dia, ou os milhares de sentimentos que Bella via nos olhos de Edward. Sem falar em expressões que ela repetia o livro inteiro, como se não tivesse domínio das palavras. Como "O resto das aulas passou indistinto" ou "piadas particulares".

Os personagens são incrivelmente chatos e completamente sem atrativos. Como uma mulher do século XXI com uma leve influência feminista não consigo imaginar Bella como uma personagem principal, completamente patética, com todos seus problemas de equilíbrio e etc.

Toda a questão sobrenatural do livro é ridícula, como o fato de Edward brilhar e não queimar no sol, seus poderes psíquicos e blábláblá.

Não sei se foi porque eu tinha começado a saga a pouco tempo, mas vi algumas semelhanças distorcidas com Diários do Vampiro. O primeiro acontecimento interessante começa mais ou menos na página 300, mas não vi, em nenhuma de suas 355 páginas nada que possa ter valido a pena meu tempo perdido lendo este livro. Foi literalmente, o pior livro que li em minha vida.


• Classificação: Ruim!

19 de julho de 2012

Meus desenhos *--*

Oi gente, :B
Vim postar uns desenhos que fiz!
Desculpa o sumiço gente, ando sem inspiração D:
Mas eu tô sempre por aqui olhando o blog de vocês (:



Esse eu pintei com pastel *-*






A maioria deles é meio antigo, mas só ultimamente e tenho me empenhado em pintar cada um, espero que tenham gostado!
P.S.: Não utilizar sem devidos créditos

12 de julho de 2012

É FESTA NO CHIQUEIRO!


Primeiro título do Palmeiras que acompanho, que torço até o fim, que vejo todas as partidas! Apesar de ser Palmeirense desde que me lembro, o último título eu estava tão desfocada da vida que nem prestei muita atenção... Mas esse é um dia pra comemorar! Não só pra mim, mas pra todos os palmeirenses do Brasil! 

CAMPEÃO INVICTO DA COPA DO BRASIL 2012!
TIME COM MAIS TÍTULOS NACIONAIS!
PALMEIRAS! ♥

É muito orgulho pra um coração só! Orgulho por um time que me dá muita raiva, que me faz chorar muito quando perde pro Corinthians, que me deixa desesperada as vezes, mas que me dá também muita alegria e paixão! Orgulho por um time que está longe de ser o melhor do Brasil, que está longe de ser perfeito, mas que se esforçou até o último segundo pra fazer o Brasil um pouquinho mais verde na manhã seguinte! Orgulho pelo Marcos, que sempre será o MELHOR goleiro do Brasil! Orgulho pelo Felipão, que sempre faz milagre vestindo nossa camisa. Orgulho pelo Barcos, artilheiro do time no campeonato, e pelo Valdivia, ambos assistindo empolgados na arquibancada, e chorando com a conclusão espetacular do jogo! ORGULHO pelo BRUNO, que nos salvou em momentos de espectativa e desespero, inclusive ganhou premio de melhor goleiro do campeonato! Orgulho pelo Betinho, que tinha apenas 3 jogos como titular pelo Palmeiras, que foi tão criticado por ser escalado como atacante em um jogo decisivo, que deixou tudo isso de lado e fez o melhor que pode! Orgulho por Luan que passou metade do jogo se arrastando no campo por estar machucado, e mesmo assim quase fez um gol! E ORGULHO POR MARCOS ASSUNÇÂO, meu ÍDOLO, mestre da bola parada, MARCOS PRECISÃO! Velho demais pra alguns e que fez toda uma nação alviverde chorar de emoção junto com ele ontem à noite! 
ORGULHO DA TORCIDA MAIS BONITA DO BRASIL! ♥

5 de julho de 2012

I remember me...


Eu me lembro de mim, olhando para mim mesma. Veja esses dois olhos, veja esses dois pés. Eu me lembro de você, você quem eu costumava ser, você não mudou nada, mas você não se machuca como eu. Olhe para o meu reflexo, meu afeto do nada desapareceu, não está aqui, nada restou para ser dito. As lembranças estão desaparecendo, mas sou eu quem as crio, então eu mantenho o amor por perto para ter o que dizer. E se essa vida é tudo o que nos é dado, nós não podemos parar de viver com medo do que iremos ver. Pois nesse mundo, qualquer coisa pode te machucar, eles te empurram, e depois te esquecem. Roubam minha história. Eu te digo qual é o meu nome e nada irá mudar isso, pois o que você é, é o que você é, mesmo se a sua lembrança tiver defeitos. Eu vou para os lugares, tentando encontrar pessoas familiares, ninguém aparece, mas mesmo assim eu sei eles não precisam procurar por mim. Eu sonho com, eu sonho com um lugar onde todos os pedaços partidos se encaixarão. Agora tudo o que restou foi essa mão, e essa respiração. Eu já dei tantos adeus que minhas lágrimas não caem mais. E eu levo essa dor, essa alegria, e essa chuva, pois tudo o que importa agora é que nesse mundo, qualquer coisa pode te machucar. Eles te empurram, e depois te esquecem, apagam a sua história.


Mas eu me lembro de mim, eu me lembro de mim
Não importa para onde eu for, o que me disserem, agora você sabe
Eu me lembro de mim, eu me lembro de mim
Até mesmo se eu dizer adeus, começar a chorar, ou morrer
Eu me lembro de mim... ♪♫
I Remember Me - Jennifer Hudson