12 de janeiro de 2011

Unleashed ♫ - Epica

-Libertada
Caindo, todas as cores desaparecendo
Definhando, minha hora esta chegando
Anulando, minha inspiração
Ganhando consciência
Me liberte!
Em dias passados, eu posso me lembrar que
Meus pensamentos eram claros e sábios
Não havia escuridão manchando as paredes de minhas memórias.
Agora há uma névoa me jogando para os lados
E me deixando sem nada a ganhar.
Me puxando para trás, me fechando em divergência
Onde eu deveria estar?
Sinto que estou perdida em um sonho
Anseio pelo dia em que eu possa ser eu mesma
Quando estiver livre
Quando o meu sol se pôr
Libertarei minha alma para sempre
Não terei arrependimentos
De ser livre
Existirei novamente
Sem mais esforços perdidos
Nada para se preocupar
Quando eu for livre
As cores diminuem, tudo que me define
Está se perdendo, distante
Não a nada para me manter no tempo, no aqui e agora
Me cure, me liberte, me veja
Sem mais preocupações, sem mais perdas
Me salve, me aproxime, me ajude, me escute
Sem mais coração partido, sem miséria
Me cure, me liberte, me veja
Sem mais preocupações, sem mais perdas
Me salve, me aproxime, me ajude, me escute
Sem mais coração partido, sem miséria (Nós desesperamos)
Me cure, me liberte, me veja
Sem mais preocupações, sem mais perdas (Sem conserto)
O tempo é só um conceito
E sempre a primeira coisa a sumir
Agonia e fraqueza
Não são nada que possamos evitar
Os anos são cruéis, eles nos quebram
Trazendo decadência e desespero
Ciência e percepção
Algo que nunca podemos consertar
Minha liberdade é tudo que eu realmente quero e preciso
Me dê o poder de escapar
Não posso mais aguentar
Chegou minha hora de acabar com isso tudo
Não há quem culpar, o destino é aleatório
Não é algo que vamos conseguir explicar
E assim permanece
Livre
Quando serei libertada?
Não é o jeito, que deveria ser
Aguardando novamente para ser eu mesma
Quando serei livre
Liberte minha consciência
Quando o meu sol se pôr
Libertarei minha alma para sempre
Não terei arrependimentos
De ser livre
Existirei novamente
Sem mais esforços perdidos
Nada para se preocupar
Quando eu for livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, volte sempre! *-*